Home Finanças Pessoais Apenas dois a cada 10 brasileiros gastam menos do que a renda

Apenas dois a cada 10 brasileiros gastam menos do que a renda

Estudo da Anbima revela ainda que uma em cada três pessoas (34%) teve gastos acima da sua renda entre junho a novembro de 2023

por Gustavo Kahil
0 comentário
Dívidas Renda Finanças Pessoais

O aperto financeiro faz com que apenas dois a cada 10 brasileiros gaste menos do que a própria renda, revela um levantamento da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) realizado anualmente com o Datafolha, que escutou 5.814 pessoas, a partir de 16 anos, sobre a situação econômica e investimentos.

A 7ª edição do Raio X do Investidor Brasileiro revela ainda que uma em cada três pessoas (34%) teve gastos acima da sua renda nos seis meses (junho a novembro de 2023) que antecederam as entrevistas para a pesquisa.

Já entre quem investe em produtos financeiros, o percentual é menor (23%), enquanto entre quem não investe é de 40%. Apenas dois em cada dez brasileiros (21%) gastaram menos do que a própria renda.

Demografia da renda

A proporção de pessoas com gastos acima da renda é maior na classe D/E, com 50% de representatividade, seguida da C (32%).

Em contrapartida, o maior percentual de pessoas que tiveram gastos inferiores à renda foi na classe A/B (32%).

Os dados são similares aos apurados na primeira edição da pesquisa sobre estresse financeiro, divulgada em maio de 2023, quando 33% da população afirmou que gastaram mais do que o dinheiro recebido.

Fonte: Ambima

Quem investe é menos estressado

O documento revelou também que pouco mais da metade dos brasileiros indicaram alto nível de estresse em relação às suas finanças.

A falta de dinheiro e não pagar as contas em dia são motivos de estresse para 52% das pessoas, que deram notas entre 8 e 10, os maiores níveis da escala. Entre os não investidores, o índice é superior, de 57%. Já entre as pessoas investidoras, o percentual cai para 45%.

O percentual de alto estresse com as despesas é mais acentuado na classe D/E (62% com alto estresse). A classe C se mantém na média da população (53% com alto estresse), enquanto a classe A/B tem representatividade menor, de 40% com alto estresse.

Fonte: Anbima

Na comparação aos resultados obtidos no diagnóstico de maio de 2023, os percentuais tiveram queda de cinco pontos percentuais: na ocasião, 57% das pessoas deram notas de 8 a 10 para o estresse com as despesas.

“O leve recuo pode ser reflexo de uma sensação de melhora econômica ou de uma percepção do aumento da renda gerada no fim do ano, quando muitas pessoas costumam receber o pagamento do décimo terceiro salário”, aponta a Anbima.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.